Fundo

sábado, 17 de novembro de 2007

Sábado à noite.

Sábado à noite. Ninguém além de mim em casa. Não que minha casa seja muito populosa. Na verdade sou só eu e minha filha. Ela está na casa da avó.

Nada para fazer. Ou melhor, tudo para fazer, mas a vontade é de não fazer nada.

Televisão sem programa, MSN sem ninguém. Afinal é sábado à noite e o que as pessoas estariam fazendo em casa????

Um cheirinho maravilhoso invade minha casa. Vem da casa ao lado. Tem um churrasco, animado. Dei uma olhadinha aqui de cima e vi vasilhas de maionese, arroz, farofinha, salada e uma churrasqueira repleta de tentações. Tudo muito simples, mas... aiiiii, que vontade de estar lá. Não pelo cardápio (claro que ele ajuda), mas sim pela conversa jogada fora e as companhias. Bate uma tristezinha, pois lembro que estou sozinha.

De repente me pego sorrindo e procuro a razão. É a profusão de vozes que vêm da casa ao lado. Gente rindo, gargalhando mesmo. Frases indecifráveis para quem não está lá, mas muito animadas. Alguém é o centro e os outros acompanham. A conversa segue animada e eu vou me animando junto. Fico imaginando o assunto e percebo que, de alguma forma, estou lá também. Engraçado isso: sozinha em casa e ao mesmo tempo participando de um churrasco que nem sei de quem é, pois não conheço os vizinhos. Taí, talvez se os conhecesse eu estaria lá agora. Rssss

Continuo sorrindo. Gosto deste burburinho de vozes. Fico imaginando onde isso vai dar...

O tempo passa e como era de se esperar as vozes vão diminuindo. Algumas pessoas já devem ter ido embora. Como não quero ser a última a deixar a festa, vou dormir. Agora sorrindo mais ainda, pois tenho a certeza de que ALEGRIA CONTAGIA! Enquanto vou para o quarto penso em me apresentar para os vizinhos assim que possível. Afinal, outros churrascos virão. E, já na cama, eu me pergunto: o que será que teve de sobremesa?


quarta-feira, 23 de maio de 2007

sábado, 19 de maio de 2007

Primeira vez.

Sempre existe uma primeira vez e essa é a minha em um blog.
Não sei exatamente como lidar com isso, mas estou achando muito divertido.
Sendo assim, lá vou eu, pois... arriscar é preciso.
RUMO AO NOVO!!!!!!!